MENTIRAS EVANGÉLICAS

25 08 2014

Certa vez Jesus disse aos fariseus, “errais não conhecendo as escrituras, nem o poder de Deus”. Todos cometem erros. Muitos desses erros são frutos de tentativas para acertar. A isso chamo de progresso. Através de vários erros, vamos aperfeiçoando o que fazemos até o dia em que, finalmente, acertamos! Esses erros são inevitáveis e importantes.

Porém, há determinados erros que poderiam ser evitados se não houvesse negligência. Há, entretanto, erros oriundos de informações erradas, mentiras e má comunicação.

Você já deve ter ouvido expressões do tipo, “peça à mãe que o filho atende”, uma alusão a que se reze a Maria e que essa interceda por nós com Jesus. Uma frase feita em cima de uma crendice religiosa. E criticamos os católicos por isso,     quando na verdade há uma expressão tão ou pior que essa e que mascara a vida pecaminosa de muitas pessoas. Trata-se da frase: “DEUS ODEIA O PECADO, MAS AMA O PECADOR”.

Em primeiro lugar essa frase é mentirosa. Isso não é verdade, principalmente quando ela é usada para justificar a vida pecaminosa de alguém. Essa é uma frase forjada no meio humanista e usada na psicologia popular. Não tenho dúvidas de que há uma ação demoníaca atrás dessa frase, com o fim de enganar, sofismar e enrredar os crédulos. Você não encontra essa frase em nenhum lugar da Bíblia, tal como ela é feita e apregoada.

Os que defendem essa “mentira” normalmente o fazem com sinceridade. Eles creem nisso com certeza. Isso porque lhes ensinaram, repetiram, catequizaram e por fim, uma mentira repetida tantas vezes e por pessoas tão sinceras, passou a ser recebida como verdade, sem nunca ser questionada. A idéia de um Deus amoroso, romantiza a mente de alguns que não sabem discernir quando algo mal lhes foi empurrado guela abaixo.

As mentiras evangélicas nascem sobretudo dos que detêm o respeito das massas, ou seja, a multidão que idolatra certos líderes, pastores, bispos e apóstolos modernos. O que eles dizem, nunca é questionado com base na Palavra de Deus. Trocam a Bíblia Sagrada pela interpretação tendenciosa de alguns bem “mau” intencionados líderes.

Recentemente perguntei a um querido irmão e amigo que, sinceramente, defendia essa frase: “Quem por fim vai ser mandado para o inferno, a MENTIRA ou os MENTIROSOS”. Ele me respondeu rapidamente, os mentirosos! Eu poderia dizer assim: “Deus, que odeia o pecado, vai mandar para o inferno um mentiroso que Ele ama. Assim como odeia o adultério, mas vai mandar para o inferno os adulteros que Ele ama”. E assim por diante!

Errais, não conhecendo as escrituras! Vamos àlguns textos.

“O SENHOR prova o justo; porém ao ímpio e ao que ama a violência ODEIA a sua alma.” (Salmos 11:5)

“Estas seis coisas o SENHOR ODEIA, e a sétima a sua alma ABOMINA: olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, o coração que maquina pensamentos perversos, pés que se apressam a correr para o mal, a testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos.” (Provérbios 6:16-19)

“Os loucos não pararão à tua vista; ODEIAS (Deus Odeia) a todos os que praticam a maldade.” (Salmos 5:5)

“Mas, do Filho, diz: Ó Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos; Cetro de eqüidade é o cetro do teu reino. Amaste a justiça e ODIASTE a iniqüidade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu Com óleo de alegria mais do que a teus companheiros.” (Hebreus 1:8-9)

“Como está escrito: Amei a Jacó, e ODIEI a Esaú.” (Romanos 9:13)

É um engano pensar que Deus vai anular tudo o que afirmou a respeito do pecado e do pecador. A verdade é que Deus abomina o pecador. O pecador não subsiste diante de Deus. O pecador, não é alguém que peca, mas alguém cuja natureza é contrária a tudo o que Deus criara. O homem natural está completamente estragado para o propósito pelo qual Deus criou o criou. A velha natureza, o velho homem, não serve mais para o que Deus queria desde antes da fundação do mundo. Todo ser humano, nascido à semelhança do homem caído, não serve para o propósito de Deus. Todos se fizeram inúteis!

Entretanto, Deus ama! Deus é amor! Deus prova o Seu amor para conosco pelo fato de ter enviado a Jesus para morrer em nosso lugar, sendo nós ainda pecadores! Contradição, não! Deus ainda odeia o pecador e o enviará ao inferno, a menos que ele aceite as condições que Deus determinou para a sua salvação. Essas condições são a prova desse amor de Deus por nós. A justiça de Deus exige que punição e morte. O amor de Deus é oferecido a todos AQUELES que voluntáriamente aceitem essas condições.

Esse mesmo amigo meu citou o texto de João 3:16 “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que Deus seu filho unigênito, para que TODO AQUELE QUE NELE CRÊ não pereça mas tenha a vida eterna”. O amor de Deus é para todos aqueles que ne crer.

As condições são oferecidas em base de escolha. Arrependimento e fé. Arrependimento é uma mudança radical de atitude. É uma decisão voluntária de abrir mão de todos os seus direitos pessoais. Fé é a aceitação radical de um governo sobre a vida de alguém. É uma decisão voluntária de abrir aceitar o governo de Deus sobre sua vida. Sem isso, o amor de Deus não tem efeito nenhum, absolutamente!

Sugiro a leitura de outros textos na mesma linha de pensamento: O evangelho Maldito e Texto Fora de Contexto é Pretexto





DEUS É A TUA SEGURANÇA EM TEMPOS DE CRISE?

10 01 2011

1. Deus é o suficiente e pessoalmente se involve com NOSSOS problemas?

Sem dúvida que sim! Lendo os Salmos 46 podemos ver o quanto Deus é suficiente e como Ele se envolve pessoalmente a nosso favor.

Essa deve ser a nossa fé: “Deus é o nosso refúgio e a nossa fortaleza, auxílio sempre presente na adversidade, por isso não temeremos…” Salmos 46:1-2 a

2. Podemos estar protegidos de nossos inimigos, tempestados, catástrofes, crises financeiras, etc?

Pode parecer simplista essa declaração, mas não precisamos temer absolutamente nada. Onde Deus está, aí há segurança e paz. Mesmo em meio a quaisquer dificuldades e tormentas, Deus pode e será sempre um refúgio. – “Nações se agitam, reinos se abalam; Ele ergue a voz e a terra se derrete”. Salmos 46:6

3. Como podemos experimentar paz apenas de estarmos rodeados de inimigos, em meio a tempestades ou enfrentando qualquer tipoi de crise? É a paz possível?

O mais difícil para o ser humano é descançar e deixar Deus agir. Queremos sempre fazer algo, agir por nós mesmos. Mas é Ele, nosso Deus quem “dá fim às guerras até os confins da terra; quebra o arco e despedaça a lança; destroi os escudos com fogo. Salmos 46.8-9

Que saibamos fortalecer a fé e crer: “Saibam que EU so DEUS! Serei exaltado entre as nações, serei exaltado na terra – O Senhor dos Exercítos está conosco; o Deus de Jacó é a nossa torre segura”- Salmos 46:10-11

Exaltado Seja o Nosso Deus!

Roberto Fernandes
Janeiro, 10 – 2011








%d bloggers like this: